INSS: veja situações em que benefício não pode ser suspenso

Por meio da Operação Pente-Fino, realizada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) , fraudes ou inconsistências podem ser detectadas na entrega dos benefícios aos segurados.

Apesar disso, é importante ressaltar que alguns benefícios não podem ser cancelados e estão fora do Pente-Fino. Veja alguns:

  • Pensão por morte em caso de novo casamento (o segurado pode casar-se novamente sem correr o risco de perder o benefício, mas dependendo do caso, o pensionista não receberá para sempre);
  • Aposentadoria em caso de retorno ao trabalho (o aposentado por idade pode voltar ao mercado de trabalho sem correr o risco de perder o benefício, mas deverá contribuir com a Previdência Social);
  • Aposentadoria por invalidez com mais de 60 anos (não terá seu benefício cortado, mas os segurados não podem voltar a trabalhar);
  • Aposentadoria e pensão para quem recebem há mais de 10 anos (o benefício não pode ser cortado a menos que o segurado tenha conseguido de forma ilegal).

Para o advogado e especialista da área previdenciária, Luiz Almeida, quando o segurado comete fraude, o INSS abre um processo administrativo no qual o segurado  tem a possibilidade de apresentar uma defesa antes de suspender o benefício.

“Nos casos de recebimento do benefício de boa-fé, sem a ocorrência de fraude, o INSS não pode exigir a devolução dos valores. Porém, pode sim realizar a suspensão dos pagamentos, caso seja constatado o pagamento indevido”, explica Almeida.

Além disso, o advogado pontua que em situações onde não houve irregularidade, mas houve uma perda de documentação comprobatória, por exemplo, o INSS não pode efetuar o cancelamento dos benefícios concedidos há mais de 10 anos, já que o próprio Instituto tem como obrigação ter cópia dos documentos.

“O segurado não tem a obrigação de apresentar novamente os documentos que já foram apresentados numa concessão de benefício. Porém, caso ele tenha essa documentação, sempre orientamos que apresente, isso caso esteja dentro desse prazo decadencial de 10 anos”, ressalta Almeida.

Por fim, o especialista alerta que, caso o segurado não cometa fraudes e mesmo assim o INSS suspenda o benefício, este deve procurar o auxílio de um advogado especialista na área previdenciária e recorrer à justiça para buscar seus direitos.

Fonte: Contábeis

Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Destaque

Paraná Pesquisas divulga Pesquisa no Estado de Pernambuco – Registro TSE -n.º BR-03176/2022- Situação eleitoral para o Executivo Federal e avaliação da administração Federal.– Maio/2022.

Destaque

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado de Minas Gerais- Registro TSE n.º MG 04957 2022 -Situação eleitoral para os Executivo Estadual e Legislativo Federal e avaliação da administração Estadual– Maio/2022.

Destaque

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado de Pernambuco- Registro TSE n.º PE 04682 2022-Situação eleitoral para o Executivo Estadual e Legislativo Federal e avaliação da administração Estadual– Maio/2022.

Destaque

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado do Ceará- Registro TSE n.º BR-01705/2022-Situação eleitoral para o Executivo Federal e avaliação da administração Federal – Maio/2022.

Destaque

Paraná Pesquisas divulga pesquisa Nacional contratada pela BGC Liquidez Distribuidora de Títulos Mobiliários Ltda– Registro TSE -BR-09280/2022- Situação eleitoral para o Executivo Federal em 2022 e Avaliação da administração Federal – Maio/2022.

Pesquisas

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado do Ceará- Registro TSE n.º CE-06551/2022 -Situação eleitoral para o Executivo Estadual e Legislativo Federal e avaliação da administração Estadual- Maio/2022.

Em sua opinião,independente de quem o sr(a) for votar,quem vai ganhar as próximas eleições para Presidente?