Diretor da Paraná Pesquisas comenta os diferentes resultados das pesquisas eleitorais


As pesquisas suscitam dois tipos de análise. Na avaliação de Murilo Hidalgo, diretor da Paraná Pesquisas, o momento é mesmo delicado. Para ele, os números divergentes podem ser explicados pela quantidade pequena de entrevistas feitas pelos institutos. No caso do Ibope e Vox Populi aproximadamente 3 mil pessoas foram ouvidas. Já o Sensus trabalhou com um universo de 2 mil eleitores. “É fato que não estão falando a mesma língua. Isso poderia ser resolvido – ou diminuído – com uma amostragem maior. Quando você entrevista um universo de 3 mil pessoas, ouve cerca de 300 eleitores na Região Sul. Para três estados é muito pouco, por isso a chance de distorção é grande”, explica. “Nós, institutos de pesquisas, estamos vivendo um momento não muito bom”, emendou.

 

Leia Mais Notícias