Diário do Poder divulga pesquisa nacional realizado pela Paraná Pesquisas

Levantamento exclusivo Paraná Pesquisas/Diário do Poder mostra que a percepção da população brasileira sobre o trabalho das polícias militares em todo o Brasil não é a tragédia que o noticiário habitual deixa entender: para 55,9% dos entrevistados, a Polícia Militar não é violenta. Segundo 38,1% a PM é violenta e 6% não sabe/não opinou. A PM só é considerada mais violenta que não-violenta entre os jovens. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Leia a matéria na íntegra

Sem título

Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Destaque

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado de Goiás- Registro TSE n.º GO 00766/2022-Situação eleitoral para o Executivo Estadual e Legislativo Federal e avaliação da administração Estadual. Junho/2022.

Pesquisas

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado de Goiás- Registro TSE n.ºBR09554/2022- Situação eleitoral para o Executivo Federal e avaliação da administração Federal- Junho/2022.

Destaque

Paraná Pesquisas divulga Pesquisa no Estado do Paraná– Registro TSE-n.º BR-09457/2022– Situação eleitoral para o Executivo Federal e avaliação da administração Federal- Junho/2022.

Pesquisas

Paraná Pesquisas divulga Pesquisa no Estado do Paraná– Registro TSE-n.º º PR-02498/2022– Situação eleitoral para o Executivo Estadual e avaliação da administração Estadual-Junho/2022.

Pesquisas

Paraná Pesquisas divulga Pesquisa no Estado de Santa Catarina– Registro TSE-n.º SC-06333/2022– Situação eleitoral para o Executivo Federal e Estadual e Legislativo Federal e avaliação das administrações Federal e Estadual- Junho/2022.

Pesquisas

Paraná Pesquisas divulga Pesquisa no Estado de Santa Catarina– Registro TSE-n.º BR-02099/2022– Situação eleitoral para o Executivo Federal e Estadual, Legislativo Federal e avaliação da administração Federal e Estadual-Junho/2022.

Se as eleições para Presidente do Brasil fossem hoje e os candidatos fossem esses, em quem o(a) Sr.(a) NÃO VOTARIA DE JEITO NENHUM?