Casos de sarampo aumentam 80% no mundo e OMS faz alerta

A pandemia de coronavírus interrompeu as campanhas de vacinação do sarampo e outras doenças em todo o mundo, criando, segundo a Unicef e a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma “tempestade perfeita” que pode colocar em risco a vida de milhões de crianças.

De acordo com os dados das agências da ONU, mais de 17.300 casos de sarampo foram relatados globalmente em janeiro e fevereiro deste ano, em comparação com cerca de 9.600 durante o mesmo período do ano passado.

Esses números podem ser ainda maiores, considerando que a pandemia do coronavírus comprometeu os sistemas de vigilância.

A preocupação é maior com os países mais frágeis, onde os sistemas de saúde ainda estão lidando com os impactos da covid.

A Somália registrou de longe o maior número de casos de sarampo nos últimos 12 meses, com mais de 9.000, segundo os dados da ONU. O país foi seguido pelo Iêmen, Afeganistão, Nigéria e Etiópia.

Outra questão que preocupa é o deslocamento de milhões de pessoas em razão dos conflitos e crises na Ucrânia e em outros países com conflitos, pois isso aumenta ainda mais o risco de epidemias.

Vacinas em atraso

A doença considerada altamente contagiosa é evitável por meio de vacina. Porém, em 2020, 23 milhões de crianças em todo o mundo não receberam as doses  infantis básicas, o número mais alto desde 2009 e 3,7 milhões a mais do que em 2019, segundo a OMS e a Unicef.

“A pandemia de covid-19 interrompeu os serviços de imunização, os sistemas de saúde ficaram sobrecarregados e agora estamos vendo um ressurgimento de doenças mortais, incluindo o sarampo. Para muitas outras doenças, o impacto dessas interrupções nos serviços de vacinação será sentido por décadas”, alertou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

“Agora é a hora de retomar os programas de imunização e lançar campanhas de recuperação para que todos possam ter acesso a essas vacinas que salvam vidas”, reforçou.

O sarampo é uma doença causada por um vírus que é facilmente transmitido de um indivíduo para outro através de secreções, carregadas pelo ar. Portanto, basta um espirro ou um beijo para que ele seja propagado.

As complicações mais graves incluem cegueira, inchaço cerebral e infecções respiratórias graves. Em alguns casos, a doença pode ser fatal.

A tríplice viral e a tetravalente (contra sarampo, caxumba, rubéola e catapora) são as vacinas que estão disponíveis na rede pública e privada. Para se proteger, basta ir ao posto de saúde mais próximo e solicitar a vacina.

Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Destaque

Paraná Pesquisas divulga Pesquisa no Estado de Pernambuco – Registro TSE -n.º BR-03176/2022- Situação eleitoral para o Executivo Federal e avaliação da administração Federal.– Maio/2022.

Destaque

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado de Minas Gerais- Registro TSE n.º MG 04957 2022 -Situação eleitoral para os Executivo Estadual e Legislativo Federal e avaliação da administração Estadual– Maio/2022.

Destaque

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado de Pernambuco- Registro TSE n.º PE 04682 2022-Situação eleitoral para o Executivo Estadual e Legislativo Federal e avaliação da administração Estadual– Maio/2022.

Destaque

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado do Ceará- Registro TSE n.º BR-01705/2022-Situação eleitoral para o Executivo Federal e avaliação da administração Federal – Maio/2022.

Destaque

Paraná Pesquisas divulga pesquisa Nacional contratada pela BGC Liquidez Distribuidora de Títulos Mobiliários Ltda– Registro TSE -BR-09280/2022- Situação eleitoral para o Executivo Federal em 2022 e Avaliação da administração Federal – Maio/2022.

Pesquisas

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado do Ceará- Registro TSE n.º CE-06551/2022 -Situação eleitoral para o Executivo Estadual e Legislativo Federal e avaliação da administração Estadual- Maio/2022.

Em sua opinião,independente de quem o sr(a) for votar,quem vai ganhar as próximas eleições para Presidente?