Blog do JP comenta pesquisa realizada pelo Paraná Pesquisas sobre popularidade da Presidente Dilma

O declínio da popularidade de Dilma também se verifica no Nordeste, onde obteve expressiva vitória em sua reeleição. Agora, 65,9% dos nordestinos desaprovam o seu governo, contra 27,2% que aprovam. É o que constata levantamento nacional realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, que entrevistou 2.022 eleitores em 152 municípios de 26 estados e no DF. Nas demais regiões, a situação de Dilma é ainda pior. O resultado foi divulgado pelo Diário do Poder.

 

Leia matéria na íntegra

Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Destaque

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado de Goiás– Registro TSE n.º GO-07374/2022 – Situação eleitoral para Executivo Estadual e Legislativo Federal e avaliação da administração Estadual- Agosto/2022.

Pesquisas

Paraná Pesquisas divulga pesquisa Nacional contratada pela BGC Liquidez Distribuidora de Títulos Mobiliários Ltda– Registro TSE -n.ºBR-05251/2022- Situação eleitoral para o Executivo Federal em 2022 e Avaliação da administração Federal-Agosto/2022.

Pesquisas

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado de São Paulo – Registro TSE n.ºBR-03035/2022 para o cargo de Presidente e n.ºSP-03818/2022 para os cargos de Governador e Senador. Com o objetivo de avaliar a situação eleitoral para o Executivo Federal, Estadual e Legislativo Federal em 2022 e avaliação das administrações Federal e Estadual. Julho/2022.

Destaque

Avaliação dos Governadores(as).

Destaque

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado do Ceará – Registro TSE n.ºBR-03182/2022 – Situação eleitoral para o Executivo Federal e avaliação da administração Federal. Julho/2022.

Pesquisas

Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no Estado do Ceará – Registro TSE n.ºCE-05080/2022 – Situação eleitoral para o Executivo Estadual e Legislativo Federal e avaliação da administração Estadual. Julho/2022.

O(a) Sr. (a) diria que aprova ou desaprova a forma como o Presidente Jair Bolsonaro administra o Brasil?